5 de outubro de 2014

Sou humanista

Mais que uma vez me defini como ateu, mas isso não chega. Diz apenas aquilo em que não acredito, nada afirma sobre aquilo em que em que eu creio. Mais importante para mim é a minha ética humanista, que eu procuro ter como guia das minhas ações. A forma mais simples de explicar o que é o humanismo é publicar aqui a Declaração de Amsterdão de 2002, saída do Congresso Humanista Internacional, promovido pela União Humanista e Ética Internacional: